Mar de Desejo: o profundo intenso da paixão

R$12,99

Romance, erotismo e espionagem. Livro em suporte digital, ebook. Formato EPUB. Permite leitura em smartphone adroid e tablets. Compatível com a maioria dos leitores digitais.

Categoria Tags: , ,

Descrição

Romance, erotismo e espionagem são os temperos que fazem de Mar de Desejo uma leitura eletrizante!

Já no Prólogo, a consagrada R.M. Ferreira mostra a que veio. A autora brinda os leitores com um encontro erótico que bem pode ser…ou não, uma alucinação.

Hank Caruzzo, o charmoso arqueólogo que chefia uma expedição em busca de um lendário galeão espanhol, tem certeza que protagonizou com a Doutora Juliet Blair, a “transa mais sensacional de sua vida”. Porém, a bela e irascível bióloga marinha, insiste que  suas memórias não passam de delírios provocados pelos corais “Blue Flower”, abundantes nas águas em que ele estivera mergulhando.

A Isla de los Sueños, cenário do explosivo romance de Hank e Juliet é também o palco de uma intrincada trama que envolve tráfico de drogas e espionagem industrial.

Além dos personagens principais, uma galeria encantadora de coadjuvantes interage com os protagonistas: Marcy Thomas, a sensual geógrafa dividida entre o amor e o dinheiro; o manipulador e misterioso empresário Gavin Kimball; o destemido agente do FBI, Andrew Mac’Allister e o poderoso David Forbes têm suas próprias histórias, desejos e angústias cruzando os caminhos dos protagonistas.

 

Mar de Desejo: o profundo intenso da paixão

 

Juliet mordeu o lábio. Cretino. Mil vezes, um milhão de vezes, cretino! – ela o xingou em pensamento. Não disse nada, não emitiu palavra, pois não havia necessidade de nenhuma. Nada do que dissesse apagaria a verdade irrefutável de que seu corpo reagia violentamente à Hank Caruzzo e, é claro, o cretino sabia disso!

Foi rápido: uma mão de todo tamanho desceu certeira em sua bunda… E outra vez… E mais uma vez…

Mal a ardência da palmada se irradiou pela pele, Hank segurou-a pelos quadris. E como ela havia imaginado, meteu o pau enorme, de uma só vez, dentro dela.

− Ah!!! – Juliet deu um gritinho: de susto e de dor. Mas, momentos depois, um e outro foram substituídos pela deliciosa sensação de ser invadida rápida e firmemente, numa cavalgada alucinante, precisa, sem tréguas.

Ele não era bruto, não era brusco e nem estava disposto a feri-la, ao ponto de estoca-la com violência. Não. De fato ele arremetia com força, mas fazia aquilo calculadamente. Parecia ter a exata ciência de até onde ir e como imiscuir-se dentro de Juliet, num ângulo preciso de penetração.

Se houve da parte dele um certo sadismo, e de fato houve, reduziu-se à mão direita que se assenhorou dos cabelos dela, enrodilhando-os entre os dedos, puxando-os para trás… e, é claro, a insistência daquela mão esquerda, a dominante… que descia certeira nas nádegas de Juliet Blair!

O ato de rebolar os quadris foi involuntário. Ela realmente não queria que Hank soubesse que estava gostando… Mas foi além dela. Quando se apercebeu, já rebolava a bunda, forçava os quadris para trás e gemia incontrolavelmente!

− Ah…! Ah…! ah…!

Juliet estava adorando. Estava achando tudo aquilo a passagem de ida para o paraíso e por conta disso jogou ao vento todas as suas ressalvas. Que Hank fosse um cretino, safado, filho da puta, chantagista, hipócrita, arrogante…. Podia ser o que fosse! Mas ele era uma delícia! Ele era o homem mais deliciosamente gostoso com quem já havia transado na vida! E bastava ele continuar com aquela dança frenética… bastava ele continuar cavalgando nela com a mesma perícia e precisão… para que, dali a pouco minutos ela se desmanchasse num turbilhão de espasmos orgásticos….

Ele soube. E no exato segundo, no liame que separava a ascensão do prazer inevitável, Hank simplesmente… saiu de dentro dela!

Juliet demorou um pouco para entender. Ainda esperou, bunda empinada, maliciosamente rebolando para… o nada. Quando se deu conta de que ele não voltaria, mais: de que se afastava dela, Juliet se voltou abruptamente na cama. Sentou-se, olhos arregalados, boca entreaberta, completamente surpresa!

− Hank… o q- que está fazendo?!

Ele se voltou. Ergueu uma das sobrancelhas, e conferindo ainda mais ironia ao meio sorriso sardônico.

− Fechando a fatura, Doutora. Agora estamos quites!

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Mar de Desejo: o profundo intenso da paixão”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *